Linha de apoio: 21 330 72 88 (de segunda a sexta, das 9h às 18h)

Medida Solar Térmico 2010

Alargamento do prazo de candidatura para PME, IPSS e ADUP

O termo do prazo para a apresentação de candidaturas no âmbito dos avisos de Diversificação e Eficiência Energética – Solar Térmico (PME) e de Utilização Racional de Energia e Eficiência Energético-Ambiental em Equipamentos Colectivos (IPSS e ADUP), foi prorrogado para o dia 30 de Novembro de 2010.

A Agência para a Energia - ADENE estabeleceu com instituições bancárias um protocolo que pretende facilitar a adesão das candidaturas aos apoios no âmbito do QREN, visando a eficiência energética, nomeadamente na área do solar térmico, envolvente passiva e iluminação de edifícios.

Estabelecido com o Banco Popular, Barclays, BES, BPI, Caixa Geral de Depósitos, Crédito Agrícola, Millenium bcp, Montepio e Santander Totta, esta medida prevê condições especiais de financiamento, a disponibilização do serviço para preparação de projectos, candidatura e execução, assim como pontos de contacto, a funcionar junto das agências das instituições financeiras em benefício do público-alvo, para a execução, com ou sem financiamento, das operações.

Esta iniciativa, enquadra-se na Estratégia Nacional para a Energia 2020 que, sob a denominação Novas Energias e a marca Re.New.Able, prevê um conjunto de eixos estratégicos nos quais se inclui a eficiência energética.



Apoio Solar

A compra dos equipamentos ao abrigo da Medida Solar Térmico 2009, incluía 6 anos de manutenção. Todos os Clientes particulares que adquiriram sistemas ao abrigo do programa, irão receber uma carta alertando para a manutenção do seu sistema solar.

Para actualizar os seus dados e agendar a manutenção, clique aqui e coloque o seu NIF e o PIN que seguiu com a carta.


Aumento de deduções de IRS para obras e equipamentos de eficiência energética em 2010

A aposta estratégica nas energias renováveis anunciada pelo Governo encontrou tradução num aumento do limite máximo dedutível das despesas com este tipo de energias - agora até aos 803 euros. São alargados ainda os encargos dedutíveis à colecta com equipamentos de eficiência energética. Inclui despesas com melhoria das condições de comportamento energético das habitações, desde obras de isolamento térmico à substituição de janelas por vidros duplos. Dedução só pode ser feita uma vez de quatro em quatro anos.
Clique aqui para ver informação completa.


powered by YUNIT